• Home
  • NORMAS DE PUBLICAÇÃO

normas

DERIVAS ANALÍTICAS - NORMAS DE PUBLICAÇÃO

 

  1. Derivas Analíticas, revista de psicanálise e cultura da Escola Brasileira de Psicanálise / Seção Minas Gerais (EBP-MG), tem por finalidade publicar textos dedicados à psicanálise de orientação lacaniana bem como artigos que contemplem as manifestações contemporâneas da cultura, seja no campo da literatura e da filosofia, seja no campo da música e das artes plásticas. Suas quatro rubricas difundem artigos de caráter ensaístico, traduções, comentários e resenhas.
  1. Os textos enviados para publicação deverão ter de 02 a 15 páginas, aproximadamente. A periodicidade da revista é semestral e as propostas de publicação poderão ser enviadas em fluxo contínuo para o e-mail da revista: <O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.>. Sugere-se que o assunto do e-mail seja: “Artigo para Derivas Analíticas”.
  1. A Equipe de Publicação e o Conselho Editorial avaliarão os artigos recebidos, e o Conselho Editorial deliberará sobre a publicação dos textos com base na política editorial da revista. Os autores das propostas enviadas serão comunicados quanto à publicação, ou não, do artigo enviado; a comunicação das deliberações do Conselho Editorial não será acompanhada de parecer.
  1. 1 Os pontos de vista e as opiniões emitidos pelo(s) autor(es) são de sua responsabilidade.
  1. 2 Ao encaminhar seu texto, o(s) autor(es) aceita(m), concorda(m) e permite(m) sua veiculação na home-page e na edição eletrônica desta revista. Em caso de reprodução do artigo em outro veículo da comunicação (EBP-MG ou outro), o autor deverá ser consultado pela equipe editorial, podendo autorizar, ou não, tal reprodução.
  1. 3 A revista Derivas Analíticas deverá ser consultada pelo(s) autores) do(s) texto(s), através do e-mail supracitado, sobre a eventual publicação de seu(s) artigo(s) em outros veículos de comunicação.
  1. 4 No final do texto deverão constar o nome do(s) autor(es), sua qualificação profissional e sua filiação científica.
  1. Os artigos serão submetidos à revisão de linguagem e normalização de acordo com a Associação de Brasileira Normas Técnicas (ABNT). A revisão pode acarretar alterações no texto, que também serão submetidas à apreciação do(a) autor(a).

Tabelas, gráficos, matemas, fotos, ilustrações em geral, etc. deverão ser enviados à parte, via e-mail, com as respectivas legendas numeradas. Sua localização no texto deverá ser indicada entre parênteses. Caso haja necessidade de arte-final especial, o(a) autor(a) deverá enviar o arquivo em separado.

5 Formatação

  • Papel: A4, com margens superior e esquerda de 3 cm; inferior e direita de 2 cm.
  • Fonte: Times New Roman, tamanho 12; espaçamento entre linhas: 1,5.
  • Parágrafo: alinhamento à esquerda, sem recuo e justificado; espaço entre os parágrafos: 1 ‘ENTER’.
  • Título do artigo: em caixa-alta, negrito, centralizado, fonte 14.
  • Subtítulo do artigo: em caixa-baixa, negrito, centralizado, fonte 12.
  • Nome(s) do(s) autor(es): em caixa-alta/baixa, negrito, alinhado(s) à direita.
  1. As citações serão acompanhadas de sua fonte como nos exemplos a seguir.
  1. 1. Citação direta: É a reprodução ipsis litteris (literal, tal como está escrito) de textos de outros autores. Nesse caso deve-se informar o sobrenome do autor, o ano de publicação da obra consultada e a(s) página(s) de onde foi extraída. As citações diretas podem ser de dois tipos, conforme o número de linhas.
  1. 1.1. Até três linhas: A citação curta é incorporada ao texto, entre aspas.
  1. a) Freud ([1930] 2010, p. 66-67) escreve que “[...] a separação da família torna-se para todo jovem uma tarefa, na solução da qual a sociedade com frequência o ajuda por meio de ritos de puberdade e iniciação”.
  1. b) “[...] o inconsciente é estruturado como uma linguagem” (LACAN, [1964] 2008, p. 27).
  1. 1.2 Mais de 3 linhas ou 40 palavras: A citação longa deve ser destacada com recuo de 4 cm da margem esquerda, com a fonte tamanho 10 e espaçamento simples. Aqui se dispensa o uso de aspas.

  2. : Em Lituraterra Lacan ([1971] 2003, p. 16) diz:

Estou ali, como autor, menos implicado do que se imagina, e meus Escritos são um título mais irônico do que se supõe, já que se trata seja de relatórios, função de congressos, seja, digamos, de “cartas abertas” em que faço um apanhado de uma parte de meu ensino.

  1. 2. Citação indireta: Texto baseado na obra do autor consultado. Aqui é possível incluir ou não a(s) página(s).
  1. : No texto Escritores criativos e devaneio, Freud ([1908] 1972, p. 158) observa que o artista, ao contrário do neurótico, faz circular os produtos de sua fantasia e suborna o público com sua arte.
  1. 3 Citação de citação: É a reprodução de informação já citada por outros autores. Deve-se citar o sobrenome do autor do documento não consultado seguido de uma das expressões ‘citado por’, ‘apud’, ‘conforme’ ou ‘segundo’, além do sobrenome do autor do documento efetivamente consultado.
  1. : No texto Escritores criativos e devaneio, Freud observa que o artista, ao contrário do neurótico, faz circular os produtos de sua fantasia e suborna o público com sua arte (FREUD [1908] 1972 citado por RUBIÃO, 2016).
  1. Referências

Serão listadas em ordem alfabética pelo sobrenome do autor, alinhadas à margem esquerda do texto, com espaço simples e separadas entre si por um espaço simples. Vale lembrar o emprego de dois pontos, abreviaturas e vírgulas, que devem ser registrados nos originais como se faz nos exemplos a seguir.

a) Livro

  1. Título em itálico: subtítulo. Edição. Local (cidade) de publicação: Editora, ano de publicação.

LACAN, J. Escritos. Tradução de Vera Ribeiro. Revisão técnica de Antonio Quinet e Angelina Harari. Preparação de texto de André Telles. Rio de Janeiro: Zahar, 1998. (Campo Freudiano no Brasil).

 

b) Capítulo de livro

AUTOR DO CAPÍTULO. Título do capítulo. In: Autor do livro. Título em itálico: subtítulo. Edição. Local (cidade) de publicação: Editora, Data. Número de páginas ou volumes. (Nome e número da série).

LACAN, J. Lituraterra (1971). In: ______. Outros escritos. Tradução de Vera Ribeiro. Versão final de Angelina Harari e Marcus André Vieira. Preparação de texto de André Telles. Rio de Janeiro: Zahar, 2003. p. 15-25. (Campo Freudiano no Brasil).

FREUD, S. Além do princípio de prazer (1920). In: ______. Além do princípio de prazer, psicologia de grupo e outros trabalhos (1920-1922). Direção-geral da tradução de Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 1996. p. 12-75. (Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud, 18).

c) Artigo de revista

AUTOR. Título do artigo. Título do periódico em itálico. Local de publicação (cidade), número do volume, número do fascículo, páginas inicial e final, mês e ano.

MANDIL, R. O real - leitura e escrita. Curinga, Belo Horizonte, EBP-MG, n. 38, p. 69-82, junho 2014. ISSN:1676-2495.

d) Publicações periódicas no todo

TÍTULO da publicação. Local (cidade) de publicação: Editor-autor, ano do primeiro volume. Periodicidade. ISSN.

CURINGA, Belo Horizonte, EBP-MG, v. 1, n. 0 (out. 1993). Semestral. ISSN: 1676-2495.

e) Dissertação, tese

AUTOR, Título: subtítulo. Ano. Número de folhas. Tipo de documento (Dissertação ou Tese), o grau (Mestrado, Doutorado, entre outros) - Instituição, local de publicação e ano.

VILELA, Y. Ler, traduzir, escrever: um percurso pela obra de Pascal Quignard. 2009. 277 f. Tese (Doutorado em estudos literários) - Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/ECAP-7Y3GJD>.

VIOLA, D. T. D. O momento-limite conceitual: um estudo sobre as implicações sociais e subjetivas do saber na passagem adolescente. 2016. 292 f. Tese (Doutorado em Psicologia). Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

f) Texto consultado via internet

RUBIÃO, L. Sublimação e final de análise. Derivas Analíticas, Belo Horizonte, EBP-MG, n. 5, nov. 2016. Disponível em: <http://www.revistaderivasanaliticas.com.br>. Acesso em: 05 nov. 2016.

g) Entrevista

A entrada se faz pelo nome da pessoa entrevistada.

BRANDÃO, R. S. Uma vida escrita com literatura, psicanálise e pintura. Derivas Analíticas, Belo Horizonte, EBP-MG, n. 5, nov. 2016. Disponível em: <http://www.revistaderivasanaliticas.com.br>. Acesso em: 05 nov. 2016. Entrevista concedida a Cecília Lana.

h) Filme

A LIBERDADE é azul. Direção: Krzysztof Kieslowski. 1994. São Paulo: Spectra Nova Produções, Edições e Comércio Ltda. DVD (93 min), son., color., legendado. Tradução de Bleu.

 Imprimir  E-mail